COPA LIGA PAULISTANA

REGULAMENTO


I – DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana.

Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover o intercâmbio e o congraçamento entre Atletas, Dirigentes, Clubes e Entidades do Futebol Amador da cidade de São Paulo.

Artigo 3º - Caberá ao Departamento Técnico da Liga Paulistana de Futebol Amador a organização, realização e elaboração das tabelas.

Artigo 4º - A Copa terá início no dia 01 de Novembro de 2014 e as partidas serão realizadas aos sábados ou domingos.

Artigo 5º - Os Clubes que participarem da Copa serão considerados conhecedores deste Regulamento e assim se submeterão a todas as determinações que dele possam emanar.

II – DA PARTICIPAÇÃO

Artigo 6º - Para poder participar da Copa, o Clube deverá estar filiado a LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR no ano de 2014 e preencher formulário próprio de inscrição até o dia 17 de Outubro de 2014.
Parágrafo Primeiro - Cada Clube filiado será representado por uma única equipe.
Parágrafo Segundo – A taxa de Inscrição na Copa é de R$ 500,00 (quinhentos) reais.

III – DA INSCRIÇÃO DOS ATLETAS

Artigo 7º - As inscrições dos atletas, somente do SEXO MASCULINO E MAIORES DE 16 (dezesseis) ANOS, serão feitas em formulário próprio da Copa (OBRIGATORIO SER DIGITADO), com no máximo 25 (vinte e cinco) atletas por Clube, sem rasuras e sem abreviar nomes.

  • O atleta menor de idade poderá ser inscrito, desde que apresente autorização do seu responsável legal em formulário próprio da Copa.
  • Obrigatório a apresentação de xerox da carteira de identidade (RG) e CPF;
  • O prazo final para completar as 25 (vinte e cinco) inscrições é ATÉ TERÇA – FEIRA QUE ANTECEDERÁ A SEGUNDA FASE
  • O Clube classificado para a segunda fase poderá trocar até 05 (cinco) atletas, antes do início da mesma.

Artigo 8º - O atleta não poderá ser inscrito por mais de um Clube.
Parágrafo Primeiro - Caso ocorra a dupla inscrição, o atleta poderá optar por qual Clube irá disputar a Copa.
Parágrafo Segundo – Caso o mesmo já tenha jogado por um Clube, deverá continuar no mesmo, sem ter a alternativa de opção.
Parágrafo Terceiro - O atleta depois de inscrito, mesmo que não tenha participado de nenhuma partida, não poderá ter sua inscrição cancelada.

Artigo 9º - O Clube será responsável pela idoneidade dos documentos apresentados.

IV – DA PARTICIPAÇÃO E DAS SUBSTITUIÇÕES

Artigo 10º – São condições fundamentais para que um atleta participe de uma partida:

  • Estar devidamente inscrito na Copa;
  • Apresentar um dos seguintes documento ORIGINAL: Carteira de Identidade (RG), Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Passaporte e Carteirinha da liga Paulistana. Em hipótese alguma, será aceito qualquer outro documento, xerox ou fotocopia, mesmo que autenticado.

c) Não estar cumprindo pena imposta pela Justiça Desportiva;
d) Satisfazer a todas as exigências do Regulamento.

Artigo 11º – A participação dos atletas será de inteira responsabilidade de quem os inscrever.
Parágrafo Único – Caso seja comprovado, tanto durante como após a realização da Copa, que algum atleta tenha participado com documentação alterada ou informação falsa, o Clube do atleta infrator será eliminado da Copa e seus resultados serão considerados nulos, e ficará impedido de participar da mesma por 02 (dois) anos.

Artigo 12º – Poderão permanecer no banco de reservas:
a) Até 07 (sete) atletas uniformizados e devidamente inscritos na Copa e apresentação do documento, conforme alínea B do Artigo 10º.
b) 01 (um) médico, desde que apresente o CRM com data de validade em vigor;
c) 01 (um) técnico desde, que apresente RG ORIGINAL ou documento de fé pública;
d) 01 (um) preparador físico, que deverá estar registrado no Conselho Regional de Educação Física (CREF), sendo obrigatória a apresentação do documento emitido pelo órgão (definitivo), com prazo de validade em vigor. O não cumprimento dessa exigência implicará no impedimento de sua participação;
e) 01 (um) massagista, desde que apresente RG ORIGINAL ou documento de fé pública.

Artigo 13º - Cada Clube poderá efetuar até 05 (cinco) substituições por partida.

V – DA DURAÇÃO DA PARTIDA

Artigo 14º – A duração de cada partida será de dois períodos de 30 (trinta) minutos cada, com intervalo de 10 (dez) minutos entre ambos.

Artigo 15º - Os Clubes deverão se apresentar em campo 15 (quinze) minutos antes do início de cada partida.

Artigo 16º - Cada Clube deverá apresentar 01 (uma) bola em condições de uso, antes do início da partida.

 

VI – DA FORMA DE DISPUTA

     Artigo 17º - Para apurar o Campeão e Vice-Campeão, a forma de disputa será de acordo com o número de equipes inscritas, seguindo os seguintes critérios:

PRIMEIRA FASE: A definir conforme numero de entidades inscritas.

DEMAIS FASES: A forma de disputa será determinada através de Boletim Oficial da Copa.

         Artigo 18º - A forma de disputa das demais fases será:

SEGUNDA FASE A DIANTE: A definir

 

VII – DOS CAMPOS, TABELAS E HORÁRIOS DOS JOGOS

Artigo 19º - Para a realização de partidas da Copa, a equipe mandante deverá apresentar o campo DEVIDAMENTE MARCADO, com redes, uma mesa e cadeira para o representante, bem como vestiários para os árbitros e equipe(s) visitante(s).

Artigo 20º - Em todas partidas, cada Clube deverá efetuar o pagamento de R$ 120,00 (cento e vinte reais), de taxa de arbitragem, antes da realização das mesmas.

Artigo 21º – Os locais e horários das partidas serão determinados pela Liga Paulistana de Futebol Amador.
Parágrafo 1º – Somente a Liga Paulistana de Futebol Amador poderá transferir as partidas, não necessitando para tanto da aprovação dos Clubes participantes.
Parágrafo 2º - As partidas poderão ter suas datas, horários e locais alterados pela Liga Paulistana de Futebol Amador, por solicitação de meios de comunicação ou pela Policia Militar por medida de segurança ou de força maior.

Artigo 22º – As partidas terão início de acordo com a programação, sendo considerado perdedor, por não comparecimento “WO”, o Clube que não se apresentar no local, observados 15 (quinze) minutos de tolerância do horário previsto para a partida.
Parágrafo Único - "W.O." - imposição da perda da partida pelo placar de 3x0 (três a zero) ao Clube que der causa à sua não realização ou continuidade, nas hipóteses previstas no Regulamento Geral das Competições da FPF. Caso a partida já tenha se iniciado e o Clube adversário estiver em vantagem igual ou superior a três gols de diferença, o placar será mantido. Em qualquer hipótese, as partidas decididas por W.O. serão consideradas como realizadas para fins de cumprimento de punições decorrentes da aplicação de cartões.

Artigo 23º – As equipes que abandonarem as disputas serão desclassificadas e todos os seus resultados considerados nulos na fase em que se configurou o abandono, ficando ainda sujeitas às penalidades que poderão ser aplicadas pela Comissão Disciplinar.
Parágrafo Primeiro – Configuram abandono as seguintes situações:

  • Deixar de comparecer a última partida dentro de um turno quando não houver possibilidade de classificação;
  • Duas ausências nos jogos programados na fase;
  • Deixar de comparecer na partida que define sua classificação em qualquer fase;
  • Desistir oficialmente da competição;

Parágrafo Segundo – Configurado o abandono a equipe deverá justificar por ofício fundamentado, até às 17h00 do segundo dia útil após o fato.

Artigo 24º - As partidas adiadas, interrompidas ou suspensas serão solucionadas levando-se em conta os motivos determinantes ou por decisão da Justiça Desportiva.

VIII – DA PONTUAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E DESEMPATES

Artigo 25º – Na primeira fase, a pontuação para efeito de classificação será:

  • Vitória – 03 (três) pontos
  • Empate – 01 (um) ponto
  • Derrota – 00 (zero) ponto

Artigo 26º – Em caso de empate na primeira fase, serão adotados os seguintes critérios para o desempate:

1 – ENTRE DOIS CLUBES:

  • Confronto direto;
  • Maior número de vitórias na fase;
  • Maior saldo de gols na fase;
  • Maior número de gols marcados na fase;
  • Menor número de cartões vermelhos na fase;
  • Menor número de cartões amarelos na fase.

2 – ENTRE TRÊS OU MAIS CLUBES

  • Maior número de vitórias na fase;
  • Maior saldo de gols nas partidas realizadas entre os empatados na fase;
  • Maior número de gols marcados nas partidas realizadas entre os empatados na fase;
  • Maior saldo de gols na fase;
  • Maior número de gols marcados na fase;
  • Menor número de cartões vermelhos na fase;
  • Menor número de cartões amarelos na fase.

Artigo 27º – Nas demais fases, caso a partida termine empatada, será apurada o Clube vencedor, através da cobrança de penalidades máximas, conforme regulamentação da FIFA.

IX – DA JUSTIÇA DESPORTIVA

Artigo 28º – A Justiça Desportiva da Copa será aplicada pela Comissão Disciplinar.

Artigo 29º – As penalidades serão aplicadas de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva e as decisões tomadas produzirão efeito imediato.

Artigo 30º – A Comissão Disciplinar tem por incumbência apreciar e julgar todas as infrações cometidas pelos Clubes, atletas, dirigentes e por pessoa física ou jurídica, direta ou indiretamente vinculadas aos Clubes ou a serviço de qualquer um deles.

Artigo 31º – O atleta que receber cartão vermelho (expulsão) ficará suspenso da partida seguinte (automática), independente das demais penas que poderão ser aplicadas pela Comissão Disciplinar.

Artigo 32º - Quando um atleta for advertido com um cartão amarelo e, posteriormente, for expulso de campo com a exibição direta de cartão vermelho, serão considerados o cartão amarelo e o cartão vermelho.

Artigo 33º - Quando um atleta for advertido com um cartão amarelo e, posteriormente, receber o segundo cartão amarelo, com a exibição conseqüente do cartão vermelho, será considerado apenas o cartão vermelho.

Artigo 34º - O cartão amarelo não é acumulativo para efeito de suspensão automática. É acumulativo somente para efeito de desempate, conforme o artigo 25º.

Artigo 35º - O controle de contagem do número de cartões amarelos e vermelhos recebidos pelos atletas é de única e exclusiva responsabilidade dos Clubes.

Artigo 36º - O Clube que provocar distúrbios e/ou agressões durante a partida será eliminado da Copa em curso e excluído de suas 02 (duas) próximas edições.
Parágrafo 1º – Em caso de reincidência, o afastamento do Clube será ampliado para as suas 05 (cinco) próximas edições.
Parágrafo 2º – Caso os distúrbios e/ou agressões sejam causados isoladamente por atletas, dirigentes ou membro da comissão técnica, a pena será individualizada com afastamento dos envolvidos por 01 (um) ano. Em caso de reincidência o afastamento dos mesmos será ampliado para 02 (dois) anos.

 

X – DA PREMIAÇÃO

         Artigo 37º - A premiação será efetuada como segue:

  • CAMPEÃO: Premiação em dinheiro a definir, troféu, 30 medalhas
  • VICE-CAMPEÃO: Premiação em dinheiro a definir, troféu, 30 medalhas

XI – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Artigo 38º – Toda e qualquer representação, devidamente fundamentada, deverá ser dirigida a Liga Paulistana de Futebol Amador.
Parágrafo 1º – Serão apreciadas representações formuladas pelos Clubes que tenham comprovado interesse no resultado, firmadas pelo dirigente responsável do Clube junto a Copa.
Parágrafo 2º – Caberá exclusivamente ao impetrante o fornecimento de provas das irregularidades.
Parágrafo 3º – As representações deverão ser apresentadas até ás 17h (dezessete horas) do 2º (segundo) dia útil após a realização da partida; após esse prazo o resultado estará automaticamente homologado não cabendo representação.

Artigo 39º – A Liga Paulistana de Futebol Amador, não se responsabilizará por acidentes ocorridos com atletas, dirigentes e membros da comissão técnica antes, durante ou depois de qualquer partida, cabendo aos Clubes participantes às providências quanto às condições de aptidão física/clinica do atleta para a prática da modalidade.

Artigo 40º – Será considerado mandante o Clube que se encontrar à esquerda na programação das partidas. Caso haja coincidência na cor dos uniformes, caberá a este a troca dos mesmos no prazo de 10 (dez) minutos, contados a partir da constatação do fato.

Artigo 41º – A Liga Paulistana de Futebol Amador, poderá a qualquer momento realizar diligências para apurar irregularidade, devendo se comprovadas tomar medidas administrativas.

Artigo 42º – Os casos não previstos no presente regulamento, assim como à sua interpretação, serão resolvidos pela Liga Paulistana de Futebol Amador, respeitando-se a Legislação vigente.

 


filie-se LPFA
filie-se LPFA


Outros contatos:

E-mail: lpfa.ligapaulistana@hotmail.com
Telefone: 11 3673-3360